10% DE DESCONTO – CUPOM MAISCOLOR

Descrição

Maca Peruana Amarela em Capsulas Color Andina Foods

A Maca Peruana (Lepidium meyenii Walpé Brassicaceae) é uma raiz nativa da cordilheira Andina da Bolívia, Peru e Equador, é um alimento que faz parte da dieta dos povos andinos produzida a mais de 4.000 metros de altitude há milhares de anos.

Maca Peruana é uma raiz da família do nabo, do repolho e do agrião, rica em alcaloides, flavonoides e glicosídeos. Trata-se de um alimento funcional.

 

A COLOR ANDINA FOODS®, QUEM SOMOS?

COLOR ANDINA, é uma empresa que tem paixão por produtos naturais!

Temos um portfólio de produtos de origem Andina, com matéria prima de origem agroecológica e Biodinâmica, de produção ancestral, secos ao sol, com a preservação dos seus nutrientes.

Nossos produtos são 100% puros, sem misturas de ingredientes sintéticos. Produtos de origem vegetal, formulação o mais simples possível, “Clean Label”, rótulo limpo. Com poucos ingredientes e sem nomes complicados na lista.

Nossa missão é ajudar a você e sua família a desfrutarem de uma vida mais saudável com alimentos de verdade!

ALIMENTOS FUNCIONAIS, CONSUMIR PREFERENCIALMENTE SOB ORIENTAÇÃO DE NUTRICIONISTA OU MÉDICO

Informação adicional

Peso 0,275 kg
Dimensões 0,09 × 0,14 × 0,1 cm

Maca peruana amarela: para que serve, quando começa a fazer efeito, efeitos colaterais e mais!

Você sabe o que é maca peruana amarela? Sabe que existem mais duas cores, a maca vermelha e a preta? A maca peruana amarela, a vermelha e a preta são tipos de alimentos originários da Cordilheira dos Andes conhecidos por suas propriedades nutricionais e terapêuticas. A maca peruana amarela, a vermelha e a preta são tubérculos cujo formato lembra muito o de um rabanete.

O uso da maca peruana amarela, da vermelha e da preta tem sido muito difundido em diferentes partes do mundo. A maca peruana amarela é a mais conhecida no Brasil por um motivo simples: a maca peruana amarela é a mais cultivada pelos povos andinos. Cerca de 70% das plantações familiares da Cordilheira dos Andes produz maca peruana amarela. Mas, afinal, para que serve a maca peruana amarela? E qual a diferença da maca peruana amarela, vermelha e preta? A maca peruana amarela, a vermelha e a preta apresentam efeitos colaterais? E quando começa a fazer efeito? Nesse artigo, vamos responder a essas perguntas e trazer muitas outras informações a respeito da maca peruana amarela, da vermelha e da preta.

Para que serve a maca peruana amarela?

A maca peruana amarela, assim como as demais, vem se popularizando cada vez mais no mundo em função de seu alto poder nutritivo. Só para se ter uma noção, a quantidade de aminoácidos encontrados na Maca é maior do que em cenouras e batatas, alimentos muito comuns dos brasileiros. São 19 aminoácidos na Maca, sendo que 7 deles são considerados essenciais ao corpo humano.

A maca também é um dos alimentos que mais apresenta concentração de cálcio, ferro e fósforo, apresentando também potássio, magnésio, zinco, sódio entre outros minerais. Além disso, a maca peruana contém diversos nutrientes, como vitamina B1, vitamina B2, vitamina C (ácido ascórbico), vitamina E, B6 e D3. Como a gente percebe, a maca é um superalimento, riquíssimo em valor nutricional e que te dá uma energia fantástica quando consumido diariamente.

Não à toa, a maca peruana é um alimento milenar na cultura dos povos nativos da cordilheira, que, vivendo em regiões de ar rarefeito, consomem a maca peruana todos os dias (sempre no café da manhã) para energizar o corpo e enfrentar as montanhas.

Qual a diferença da maca peruana amarela?

Os tubérculos de todas as variedades da maca peruana provêm das mesmas sementes, crescem em solos similares e pertencem à mesma espécie – Lepidium meyenii a.k.a Lepidium peruvianum. A maca é um alimento milenar e, ao longo de sua história, não se fazia diferença entre os tubérculos colhidos: todas as cores eram consumidas com o objetivo de aumentar a energia e a fertilidade.

Há pouco mais de 20 anos, novas pesquisas começaram a apontar que as macas de cores diferentes apresentavam, também, perfis nutricionais diferentes. A maca passou a ser dividida em 3 variedades: maca peruana amarela, maca peruana vermelha e maca peruana preta. Mas, afinal, qual a diferença da maca peruana amarela, vermelha e preta? Vamos ver abaixo.

Maca peruana amarela é para mulheres

Por observação dos fundadores da Color Andina junto as comunidades Andinas com as quais conviveram e convivem, a Maca Amarela é consumida diariamente pelas mulheres, com exceção do momento em que estão trabalhando em plantio e colheita. Nestas épocas, o consumo é alterado para a vermelha.

Maca peruana vermelha é mais para elas

Pela mesma observação, nota-se que a maca peruana vermelha é consumida no momento de trabalho mais árduo por parte das mulheres, já que em comunidades indígenas ancestrais, toda a família, não importa o gênero ou a idade, trabalham no campo. Lembrando que o trabalho em altitude no campo é extremamente cansativo. Não existe uma comprovação científica que explique com profundidade o motivo, mas entendemos que o fato de a maca peruana vermelha possuir mais proteínas do que a amarela poderia ser a explicação para esta troca.

Maca peruana preta é mais para eles

Os homens das comunidades andinas só consomem a maca peruana preta, seja em que época do ano for.

Maca peruana amarela: como é a produção de maca da Color Andina nos Andes?

Toda produção prima pela qualidade no ambiente nativo das macas: as cordilheiras dos Andes. Desde o momento da escolha das sementes, passando pelo plantio, colheita e secagem das macas. Não é à toa que a maca peruana Color Andina é referência mundial em potência, uma vez que é um produto de excelência.

As famílias produtoras da Color Andina cuidam das plantações da maca peruana, que estão localizadas acima de 4.000m de altitude acima do nível do mar, num solo exposto a altíssima radiação ultravioleta e com grande equilíbrio de nutrientes. Nesse ambiente extremo, os produtores adotam as práticas ancestrais de manejo agrícola em seus plantios.

  • Não usam irrigação, seguindo o regime das chuvas
  • Adotam a agricultura biodinâmica, que obedece aos ciclos da lua
  • Preservam as sementes crioulas, ancestrais e sem modificação genética

Essa ancestralidade garante que os alimentos por eles cultivados mantenham características sensoriais de alta qualidade (cor, sabor e nutrientes), e o mais importante, uma raridade nos dias de hoje: produtos realmente naturais, em toda sua plenitude.

Após colhida pelas próprias famílias, a maca é acondicionada em cestos de vime e exposta para secagem ao sol. Assim ela preserva todos os nutrientes e concentra os açúcares da maca, resultando em um produto premium com nutrientes preservados. A Maca Peruana da Color Andina Food é funcional, sem glúten, vegana, de produção orgânica, sem saborizantes ou conservantes, totalmente pura e sem misturas.

Maca peruana amarela: Quando começa a fazer efeito

A maca peruana amarela, vermelha ou preta, sendo um alimento funcional e não um medicamento, não possui um tempo mínimo para se observar os efeitos. Levando em consideração que cada organismo responde de forma diferente, não há como afirmar uma previsão, porém, é importante realizar o consumo consistente e contínuo da maca peruana amarela, vermelha ou preta, atentando-se às cores mais indicadas para cada caso.

E sempre se consultar com seu médico ou nutricionista para que ele avalie a melhor forma de fazer o consumo. Pela nossa experiência observando as comunidades nativas dos Andes, por lá o consumo é diário, e sempre no café da manhã.

Maca peruana amarela: Contraindicações e efeitos colaterais

A maca peruana tem se mostrado bastante segura quando consumida nas doses indicadas e não foram apontados efeitos colaterais até o momento. Mas é recomendável evitar o consumo excessivo, afinal é um alimento, assim como observar a saúde de quem tomar. Pessoas com quadros de doenças hormonais e desequilíbrios hormonais devem evitar o uso da maca. Exemplos: câncer de mama, uterino e de ovários, endometriose ou fibrose uterina e disfunções hormonais que resultam em uma produção de hormônios superior ao normal.

Idosos ou pessoas com quadro de saúde graves devem sempre buscar orientação médica ou de nutricionista para consumir a maca peruana preta. Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem fazer uso da maca peruana amarela, vermelha ou preta, pois não existem dados que comprovem a sua segurança nesse período. Nos últimos anos, a Color Andina Foods, empresa especializada em alimentação saudável, tem garantido acesso facilitado do brasileiro às outras duas variedades de maca, além da maca peruana amarela.

A Color Andina tem plantação própria de maca na Bolívia e, por esse motivo, consegue trazer para o Brasil, tanto a maca peruana amarela, quanto a maca vermelha e a maca preta.
×

Atenção

O e-mail inserido já está vinculado a uma conta existente. Para finalizar o pedido utilizando esse e-mail, acesse sua conta clicando no botão abaixo.

[]